INFORMAÇÃO AO PACIENTE
QUANDO É INDICADO O EXAME DE LÍQUOR?



  • quando o médico suspeita de uma infecção do sistema nervoso: meningite, encefalite, mielite ou associação delas;
  • quando há exames de imagem (tomografia computadorizada ou ressonância magnética) que apresentem imagens de difícil interpretação;
  • em doenças desmielinizantes;
  • em demências;
  • em vasculites do sistema nervoso;
  • em diversos tipos de neoplasias;
  • em doentes que tenham imunidade comprometida e que apresentem queixas neurológicas, como no caso de alguns tumores, de doenças reumatológicas de longo tratamento e, em especial, da AIDS;
  • em doentes com quadros infecciosos de origem não esclarecida, sobretudo quando há comprometimento importante do estado geral, principalmente em crianças e em doentes internados em unidades de cuidados intensivos;
  • para aplicação de medicamentos no sistema nervoso ou para injetar substâncias-contraste para exames especiais;
  • para diminuir a quantidade de líquor no sistema nervoso (punção esvaziadora ou de “alívio”) em doentes com hidrocefalia a pressão normal ou hidrocefalia comunicante de qualquer etiologia.

Voltar


Praça Amadeu Amaral 47 Conj. 33 - Paraíso - São Paulo - SP - CEP 01327-010 Tel.: (11) 3149 - 6600 Fax.: (11) 3149 - 6609
Clique para ampliar +